Buscas
Faça a sua

26 itens encontrados

Produtos (7)

Ver todos

Posts do Blog (7)

  • Dra. Lara Owen na Zero Hora

    Confira a entrevista publicada originalmente no Caderno Donna, da Zero Hora, em 02 de novembro de 2021. Por Nathália Carapeços. Menstruação ainda é tabu para você? Pesquisadora britânica explica os benefícios de mudar a relação com seu ciclo Especialista fala da importância do autocuidado e de se libertar de padrões Você já parou para pensar sobre sua relação com o ciclo menstrual? Há quase 30 anos, a escritora e pesquisadora britânica Lara Owen investiga o comportamento de mulheres ao redor do mundo quando o assunto é a menstruação. Em 1993, ela publicou a obra Seu Sangue É Ouro, que ganhou, em 2019, uma edição revisada e ampliada em português pela Editora Lótus 22. E mais: Lara está se preparando para lançar em livro sua tese de doutorado que discute o uso de coletores menstruais e as políticas focadas na saúde da mulher durante o ciclo menstrual no local de trabalho. Donna bateu um papo com a especialista para entender quais os tabus ainda existem quando se trata da menstruação, como impactam na chegada da menopausa e como as estratégias para cuidar da saúde das trabalhadoras podem refletir de forma positiva na sociedade. Há muitas mulheres que sofrem com sintomas como cólicas intensas, fortes dores abdominais e enxaqueca, e não há como negar o impacto disso nas tarefas do dia a dia. Menstruação ainda é tabu? Houve um grande avanço na última década. Mas ainda há o estigma menstrual, como o fato de as mulheres se sentirem sem apoio para falar sobre suas necessidades menstruais nos seus locais de trabalho, ou relutantes em ir ao médico (quando têm sintomas) não apenas por vergonha, mas por causa da probabilidade histórica de não serem levadas a sério. Elas são treinadas para ficarem caladas. Ainda há muito trabalho a ser feito para aliviar a dor e o sofrimento causados por séculos de tabu menstrual. É preciso pensar em políticas públicas para deixar as trabalhadoras mais confortáveis durante o ciclo? É necessário fazer isso por questões de sustentabilidade e também pelo bem-estar individual. Muitas funcionárias estão indisponíveis para o mercado de trabalho devido a sintomas da menstruação e da menopausa, que tornam impossível para elas se dedicarem a um trabalho que não tenha um nível de flexibilidade. Com frequência, não há um caminho claro para discutir abertamente suas necessidades com a gerência. Em muitos países, a mudança para trabalhar em casa durante a pandemia ajudou a normalizar o trabalho flexível. Estudei uma empresa que introduziu uma política menstrual em 2017. (Essa organização) estimulou uma maior conversa sobre as necessidades e experiências menstruais no trabalho, entre outras descobertas. Na sua tese, você aprofundou temas como o uso do coletor menstrual e a sustentabilidade. A associação da sustentabilidade com o coletor faz com que um produto menstrual seja, pela primeira vez, "legal" e mais aceitável de ser incluído nas conversas com amigos e parceiros. Além disso, como descobri em meu estudo, usar um coletor muda a relação com o sangue menstrual porque (o utensílio) o mantém em um ambiente anaeróbico e não absorvente, preservando, assim, sua cor e liquidez. Isso pode ter um efeito profundo na mudança de percepção do sangue. Também cria uma relação mais sustentável com o corpo e aumenta a probabilidade de um bom autocuidado. A menopausa é encarada como um marco na vida da mulher. Vejo a menopausa construída mais como o fim da fertilidade e sensualidade do que como a chegada da maturidade. O que observo é que a menopausa pode ter uma redefinição, um renovado senso de propósito e a capacidade de ter um foco irrestrito no próprio caminho, que vem após o fim de todas as perguntas, ansiedades e preocupações sobre gravidez e criação de filhos. Mas, agora que estendemos a primeira maternidade para uma idade posterior, muitas mulheres têm seus filhos mais para o fim de seus anos férteis e, portanto, experimentam a menopausa enquanto ainda têm filhos pequenos para cuidar, e isso pode ser difícil. À medida que o corpo se ajusta à nova realidade hormonal pós-menopausa, geralmente ocorre um período de fadiga e outros sintomas. Por outro lado, a fase pós-menopausa pode ser incrível para a mulher se sentir mais segura e forte para ser quem é. Pensando no Brasil, você vê desafios específicos para as mulheres nesses temas? Há diferenças culturais, mas está claro que as culturas patriarcais em todo o mundo usaram o estigma menstrual de forma muito eficaz. O aspecto mais óbvio no Brasil é o catolicismo, que historicamente tem exercido um grande nível de controle sobre corpos das mulheres. Mas também acho que, talvez, haja uma consciência mais persistente dos ciclos e da importância do mundo natural e, portanto, pode ser um pouco mais fácil para as pessoas apoiarem o ciclo menstrual como um conceito. Não gosta de ficar menstruada? Veja como mudar a relação com o ciclo Escreva sobre como se sente – Uma ótima maneira de aprofundar a compreensão do seu ciclo menstrual é manter um diário em que você anota o dia do mês, o dia do seu ciclo e como você está se sentindo física e mentalmente. Alguns aplicativos (como o Flo) para controle menstrual também abrem espaço para anotações e podem ajudar nesse processo. Esteja aberta às novidades – Experimente produtos reutilizáveis, como coletores, absorventes de pano ou calcinhas absorventes. São opções mais econômicas e sustentáveis. Sua relação com a menstruação pode mudar quando você se desliga da economia do descartável e passa a entender esse processo como cíclico e natural. Busque o autoconhecimento – Reflita sobre o que você pensa da menstruação. Se estiver sendo negativa ou crítica, veja se consegue rastrear de onde vêm esses pensamentos. É realmente a única maneira de enxergar esse tema? Olhar para trás e refletir sobre esses conceitos pode ajudar você a construir uma relação mais leve com a menstruação. Observe seu comportamento – Analise como você se comporta quando está menstruada. Suas dores melhoram se você descansar? Você prefere passar um tempo sozinha? Ou gosta de se reunir com outras mulheres para conversar? O que seu corpo pode lhe mostrar? Considere isso como um sistema de alerta e preste atenção no que ele diz a você.

  • Florais da Lua

    O sistema dos Florais da Lua foi desenvolvido por Anna Sazanoff e tem como base um olhar amoroso sobre as fases do ciclo menstrual e da vida da mulher, o que os torna uma excelente terapia auxiliar em meus atendimentos de psicoterapia individual. ​ Os florais, em geral, auxiliam a ajustar nossa frequência energética, atuando em nosso corpo emocional. São, portanto, ótimos aliados no trabalho de modificação de crenças e comportamentos. ​ O sistema dos Florais da Lua é composto atualmente de 13 florais (em breve serão 28, em consonância com o ciclo lunar), e a grande maioria é proveniente de plantas da flora brasileira, peruana ou andina. ​ Como o trabalho que realizo está intimamente ligado à observação interna, tendo como base a observação do nosso corpo como um todo e o autoestudo do ciclo menstrual, no caso das mulheres que menstruam, o tratamento a convida a se manter atenta aos seus processos internos. O que está dentro precisa vir à tona, e se manifesta por meio das emoções, dos comportamentos e também no corpo físico, permitindo então que esses aspectos possam ser vistos, reconhecidos e integrados. Esse conteúdo será trabalhado ao longo dos encontros individuais, apoiados pelas ferramentas da psicoterapia transpessoal e também da ginecologia natural.

  • Ginecologia Natural

    A Ginecologia Natural resgata conhecimentos tradicionais usados pelas mulheres há séculos para os seus cuidados íntimos. Ela convida a mulher a um profundo autoconhecimento e a uma maior conexão com o próprio corpo, oportunizando protagonismo, autonomia e liberdade. Lida com gentileza, respeito e delicadeza com os desequilíbrios do corpo e das emoções, buscando uma maior consciência de si e de seus processos. ​ A proposta não é focar nos sintomas e abordar os problemas físicos com terapias mais brandas, à base de ervas naturais, propondo alternativas à alopatia. Ela traz uma visão integral, mais ampla, observando o sintoma como um aviso de algo interno e profundo, e busca relações com as emoções e estilo de vida, olhando para o que está acontecendo naquele momento específico e, inclusive, para o que vem se repetindo no tocante aos cuidados ginecológicos. ​ O objetivo principal da Ginecologia Natural é o conhecimento do próprio corpo, com vistas ao autocuidado e à autonomia. Não há como praticar essa sabedoria sem auto-observação — é um tratamento no qual há uma profissional auxiliando, mas o caminho é traçado pela mulher. O protagonismo só tem espaço quando a mulher passa a entender como seu corpo e suas emoções — com as suas particularidades — funcionam, podendo assim identificar quando está se distanciando de um padrão saudável. ​ A Ginecologia Natural utiliza uma série de ferramentas, tendo nas plantas uma de suas maiores aliadas. Nos tratamentos, diversas técnicas e orientações podem se fazer presentes, como banhos de assento, vaporizações de útero, ingestão de chás, mudanças na alimentação, prática de exercícios físicos ou posturas de yoga, realização de meditações e visualizações, cura e bênção do útero (womb healing® e womb blessing®), reiki, aromaterapia e geoterapia, para citar algumas. ​

Ver todos

Páginas (12)

  • INÍCIO | Lótus 22

    Presente para você Calendário 2022 Baixar gratuitamente A Lótus 22 A Lótus 22 tem como proposta oferecer serviços que apoiam a ampliação da consciência de si, de processos internos e da ação de cada um no mundo. ​ A partir dessa motivação, oferece às mulheres espaços de escuta, cura e transformação por meio de psicoterapia transpessoal, ginecologia natural, círculos de mulheres, cursos e encontros que abordam a ciclicidade e outras questões que dizem respeito às mulheres. ​ A Lótus 22 também desenvolve publicações que atuam como ferramentas para apoiar o trabalho com essas temáticas. Tudo na natureza é cíclico Se observarmos a vida ao nosso redor, perceberemos que tudo na natureza é cíclico. E nós, embora na maior parte das vezes nos pensemos seres à parte, somos também natureza e, portanto, cíclicos como ela. Nascimento–crescimento–plenitude–morte e lá vem um renascimento que coloca a roda a girar novamente... É assim com os dias, as estações, as fases da lua... e é assim com as mulheres em seus ciclos menstruais. ​ Conforme vamos nos familiarizando com os ciclos e fazendo as pazes com o nosso corpo, vamos nos dando conta da dádiva que é sermos cíclicas. Vamos aprendendo a perceber e respeitar nossos corpos e tempos, retomando a riqueza que é ser tantas mulheres em uma só! A força da reconexão feminina Podemos pensar a reconexão feminina em dois aspectos: a da mulher consigo mesma, com sua potência, e com as outras mulheres, enquanto suas irmãs. A potência feminina é a favor da vida, uma força de sustentação, de nutrição e de manutenção dos laços. ​ As mulheres florescem na companhia umas das outras. Aprendem umas com as outras, riem quando juntas, se alegram, cantam, dançam. Também choram, oferecem colo e carinho ao compartilhar suas histórias de vida. Mulheres fazem bolos para suas vizinhas, colhem flores e enfeitam a casa e cuidam de crianças que não pariram. A energia feminina é agregadora e generosa. ​ Contudo, temos vivido em um tempo que valoriza a competição e o individualismo. Fomos ficando desconfiadas e sozinhas. Passamos a duvidar da nossa própria natureza e aprendemos a olhar para as outras mulheres como rivais. E, assim, fomos aos poucos esquecendo de nossa irmandade. Felizmente, isso está mudando. As mulheres estão se reunindo novamente e fazendo o trabalho interno de resgate da sua força feminina, ao lado de suas irmãs. Publicações Lótus 22 Oráculo da Mulher Cíclica O Oráculo da Mulher Cíclica é uma ferramenta de apoio ao autoconhecimento feminino e pode ser usado individualmente ou em círculos de mulheres. ​ Criado por Josiane Tibursky e ilustrado em aquarela pela artista Iris Pirajá, é composto de 28 cartas referentes às 4 fases da lua e às 4 fases do ciclo menstrual acompanhadas por um livreto guia. Atendimentos Terapêuticos Os atendimentos individuais são exclusivamente para mulheres e seus pilares são a ginecologia natural e a psicoterapia transpessoal. Eles podem incluir, além do diálogo, diversas técnicas terapêuticas e orientações sobre o autocuidado a partir de perspectivas naturais. Seu Sangue é Ouro é um clássico da literatura sobre saúde e espiritualidade feminina e uma grande inspiração para ativistas e educadoras menstruais, assim como para muitas outras mulheres, em nível individual. ​ Foi escrito pela Dra Lara Owen, acadêmica reconhecida internacionalmente por seu trabalho pioneiro e contínuo em atitudes e comportamentos relacionados com a menstruação. Seu Sangue é Ouro Fora da galeria Terapias Lótus 22 Saiba como uma mulher pode apoiar o desenvolvimento e autoempoderamento de outra. Assine nossa newsletter. Inscrever-se Obrigado pelo envio! Dra. Lara Owen na Zero Hora Menstruação ainda é tabu para você? Pesquisadora britânica explica os benefícios de mudar a relação com seu ciclo . Florais da Lua O sistema dos Florais da Lua foi desenvolvido por Anna Sazanoff e tem como base um olhar amoroso sobre as fases do ciclo menstrual e da... Ginecologia Natural A Ginecologia Natural resgata conhecimentos tradicionais usados pelas mulheres há séculos para os seus cuidados íntimos. Ela convida a... Honrando os Saberes Femininos Leia Mais Depoimentos A Josi é um poço de sabedoria e todos os seus conhecimentos estão interligados em seus trabalhos. Tive certeza que a Geobiologia ajudaria na limpeza energética da nossa casa e a partir dela começamos um processo de mudança e estou, aos poucos, liberando coisas estagnadas, uma cura do lar. Depois, a procurei novamente, buscando a Ginecologia Natural. ​ Sem saber o que fazer, com muitas questões em aberto e, para somar, dor em uma das mamas, senti que havia um chamado para olhar pra algo. Lembrei da Josi, daquela curandeira que vi. Desde então, venho fazendo atendimentos periódicos e sinto que estou curando a mim mesma e que ela e seu trabalho têm sido um diferencial nessa caminhada. Com seu atendimento amoroso, Florais da Lua, vaporização do útero e suas palavras firmes, venho me sentindo cada vez mais curada de mim. Estou aprendendo a equilibrar o nutrir, a me doar mais pra mim. O trabalho começou por aí, mas foi muito além disso. Sou muito grata ao universo por ter proporcionado o nosso encontro nesse mundo. ​ Karen Kruse Entre em contato Nome Email Telefone Endereço Assunto Deixe-nos uma mensagem... Enviar Obrigado pelo envio!

  • LOJA | Editora Lótus 22

    Nossos Produtos Loja A Editora Lótus 22 desenvolve publicações e ferramentas com diferentes temáticas sobre o universo femino, que visam apoiar a ampliação da consciência de si e dos processos internos e também de sua ação no mundo. Produto Digital Calendário 2022 | Lótus 22 R$ 0,00 Preço BAIXAR Combos Mandala Lunar Mandala Lunar + Seu Sangue é Ouro + Oráculo da Mulher Cíclica Preço normal R$ 240,00 Preço promocional R$ 210,00 Mandala Lunar + Oráculo da Mulher Cíclica Preço normal R$ 178,00 Preço promocional R$ 163,00 Mandala Lunar + Seu Sangue é Ouro Preço normal R$ 142,00 Preço promocional R$ 132,00 Últimas Unidades Mandala Lunar 2022 R$ 80,00 Preço COMPRAR Oráculo da Mulher Cíclica R$ 98,00 Preço COMPRAR Nova tiragem! Seu Sangue é Ouro R$ 62,00 Preço COMPRAR

  • EVENTOS | Lótus 22

    Fique por dentro Eventos Benção Mundial do Útero Ciclo 2022 Em breve

Ver todos